Alemdasaulas's Blog

Isto é uma espécie de portofolio ;P

Biodiversidade no microcosmos dezembro 22, 2015

http://www.glencoe.com/sites/common_assets/science/virtual_labs/LS09/LS09.html

 

Porque é que muitas palmeiras estão a morrer? novembro 2, 2015

Uma praga que já começa a ser bem conhecida no território português é o escaravelho-vermelho-das-palmeiras (Rhynchophorus ferrugineus), originário das zonas tropicais da Ásia e da Oceania. Desde 2007, quando foi detectado no Algarve, este escaravelho tem causado muitos danos em palmeiras do nosso país, levando a que centenas de palmeiras fiquem doentes e tenham que ser abatidas. A Palmeira-das-Canárias (Phoenix canariensis) e a Palmeira-tamareira (P. dactylifera) são especialmente susceptíveis, mas vários géneros de palmeiras são susceptíveis (Arenga, Areca, Brahea, Butia, Borassus, Calamus, Chamaerops, Cocos, Corypha, Caryota, Elaeis, Howea, Jubaea, Metroxylon, Oreodoxa, Phoenix, Roystonea, Sabal, Syagrus,Trachycarpus, Trithrinax, Washingtonia, e ainda outros géneros não pertencentes à familía Arecaceae; Agave (A. americana), Aloe (A. vera), Sacharum (S. officinarum, cana de açucar) e outros podem tornar-se susceptíveis (Naturlink). Actualmente já se encontra desde o Algarve até ao Norte do país.
O problema, porém, é que, cerca de sete anos passados após a detecção da praga no país, o escaravelho vermelho (Rhynchophorus ferrugineus) aprendeu a resistir aos químicos utilizados nos tratamentos. Por outro lado, os custos associados aos tratamentos, que atingem os 600 euros anuais, também demovem muitos proprietários de os realizar.
in http://invasoras.pt/porque-e-que-muitas-palmeiras-estao-morrer/

Ver também dados sobre o escaravelho em http://www.cabi.org/isc/datasheet/47472

 

Xenofióforos outubro 23, 2015

Filed under: BIOLOGIA,BIOLOGIA-10.º Ano — alemdasaulas @ 21:46
Tags:

Seres vivos super estranhos!
Uma expedição parcialmente financiada pela NASA encontrou organismos unicelulares gigantes no fundo do mar.
Os pesquisadores americanos vasculharam a Fossa das Marianas, o local mais fundo dos nossos oceanos (11.034 metros de profundidade), no oeste do Pacífico, e descobriram que ela abriga organismos unicelulares de mais de 10 centímetros de comprimento.

 

Protegido: Biodiversidade- ameaças e formas de conservação ( a senha é a que vos dei ;) ) outubro 10, 2015

Este conteúdo está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:

 

Biosfera_cmap

[Cria os TEUS mapas! Este, tal como todos os outros que aqui disponibilizo, apenas serve de mera referência, nem tão pouco como ponto de partida.]Cmap_biosfera_10-PUBLICAR

 

Biodiversidade em perigo. outubro 4, 2015

N.B.- Podes acompanhar a visualização dos vídeos ativando as legendas clicando no ícone (1) que aparecerá sublinhado a vermelho e depois no outro ícone (2) selecionando “traduzir”, em “português”.

tradução legendas

1.- Indica o que pode motivar o transporte de seres vivos para locais longe do seu local de origem.
2.- Refere de que formas podem alguns seres vivos serem transportados de modo não intencional.
3.- Justifica a importância que têm as colecções de seres vivos de antigos naturalistas.
4.- Comenta a seguinte afirmação: Atrás de uma espécie exótica há outras à boleia que invadem o território de espécies nativas.
5.- Enumera as condições que se reúnem para transformar uma espécie exótica numa espécie invasora.
6.- Esclarece porque são as medusas um exemplo de espécie invasora.


1.- Indica a que níveis podemos intervir para proteger a biodiversidade.
2.- Enumera, algumas áreas de intervenção, a nível local.
3.- Justifica a importância de se fazerem estudos controlados de espécies potencialmente invasoras em contexto laboratorial.
4.- Justifica a utilização de imagens de satélite na Educação Ambiental.
5.- Procura argumentos que permitam validar a seguinte afirmação. ” A zona do Boco, em Vagos, pode ser considerada um HOTSPOT de biodiversidade”.

1.- Refere, de forma sintética, qual foi a previsão de Thomas Malthus para o crescimento populacional humano.
2.- Enumera diferentes formas como temos, a nível local, contribuído para a diminuição da biodiversidade.
2.1.- Explica de que forma a utilização de hormonas sintéticas pode afetar toda uma teia alimentar.
3.- Elabora outras questões que possam ser respondidas após visualização do vídeo.

 

Carpa “saltadora”

Filed under: 12.º ano- Biologia,BIOLOGIA,BIOLOGIA-10.º Ano — alemdasaulas @ 23:14
Tags: ,

Investiga porque razão esta espécie não é desejada nos locais onde são feitas as filmagens.