Alemdasaulas's Blog

Isto é uma espécie de portofolio ;P

Estatística outubro 22, 2014

Filed under: Estatística — alemdasaulas @ 23:12

 

 

Mais ano, menos ano aparecerá uma wiki ;) … para já serve alguns objetivos e creio que de forma satisfatória!estatisticas

 

Micropropagação

- Em que consiste este processo?

- Que etapas podem ser consideradas? Qual a importância das fitohormonas?

- Porque se utiliza a expressão “embrião somático” a uma das estruturas biológicas obtidas?

- Que vantagens apresenta? E limitações/ desvantagens?

micropropagacao 2

 

 

 

Controle do Ciclo Celular

A interfase é um período de intensa atividade metabólica e de maior duração do ciclo celular.

Nas células que se dividem ativamente por mitose, a interfase é seguida da cariocinese, culminando frequentemente com a  citocinese. Sabe-se que a passagem de uma fase para outra é controlada por fatores de regulação - de modo geral protéicos – que atuam nos chamados pontos de verificação do ciclo celular. Dentre essas proteínas, destacam-se as ciclinas, que controlam a passagem da fase G1 para a fase S e da G2 para a mitose.

p3

Se em algumas dessas fases houver alguma anomalia, por exemplo, algum dano no DNA, o ciclo é interrompido até que o defeito seja reparado e o ciclo celular possa continuar. Caso contrário, a célula é conduzida à apoptose (morte celular programada).

apoptose

Outro ponto de checagem é o da mitose, promovendo a distribuição correta dos cromossomos pelas células-filhas. O ciclo celular é perfeitamente regulado, está sob controle de diversos genes e o resultado é a produção e diferenciação das células componentes dos diferentes tecidos do organismo. Os pontos de verificação correspondem, assim, a mecanismos que impedem a formação de células anómalas.

A origem das células cancerosas está associada a anomalias na regulação do ciclo celular e à perda de controle da mitose. Alterações do funcionamento de genes controladores do ciclo celular, em resultado de mutações, são relacionados ao aparecimento do cancro e à regulação do ciclo celular. Os proto-oncogenes são responsáveis pela produção de proteínas que atuam na estimulação do ciclo celular, enquanto os genes supressores de tumor são responsáveis pela produção de proteínas que atuam inibindo o ciclo celular.

oncogenes

mutação protooncogene

p1

Dizendo de outro modo:

Os proto-oncogenes, quando ativos, estimulam a ocorrência de divisão celular e os genes supressores de tumor, quando ativos, inibem a ocorrência de divisão celular. O equilíbrio na atuação desses dois grupos de genes resulta no perfeito funcionamento do ciclo celular.

Mutações nos proto-oncogenes os transformam em oncogenes ( genes causadores de cancro). As que afetam os genes supressores tumorais perturbam o sistema inibidor e o ciclo celular fica desregulado, promovendo a ocorrência desordenada de divisões celulares e o surgimento de células cancerosas, que possuem as seguintes características:

  • são indiferenciadas, não contribuindo para a formação natural dos tecidos,
  • seus núcleos são volumosos e com um número anormal de cromossomos;
  • empilham-se sobre a outras em várias camadas, originando um aglomerado de células que forma um tumor. Se ficar restrito ao local de origem e for encapsulado, diz-se que o tumor é benigno, podendo ser removido;
  • nos tumores malignos, ocorre a metástase, ou seja, as células cancerosas abandonam o local de origem, espalham-se por via sangüínea ou linfática, e invadem outros órgãos. Esse processo é acompanhado por uma angiogênese, que é a formação de inúmeros vasos sanguíneos responsáveis pela nutrição das células cancerosas.

cancro

 

Outra ocorrência envolvendo alterações do ciclo celular é relativa aos telómeros, que são segmentos de moléculas de DNA com repetições de bases que atuam como “capas protetoras” da extremidade dos cromossomas.

Em células humanas normais, a cada ciclo celular os telómeros são progressivamente encurtados, as extremidades dos cromossomas ficam cada vez mais curtas, até atingir um limite mínimo de tamanho incompatível com a vida da célula, paralisando-se as divisões celulares e sinalizando o fim da vida da célula.

Em células cancerosas esse limite é transposto graças a atividade de uma enzima , a telomerase, que atua na reposição constante dos telômeros, mantendo-os sempre com o tamanho original, permitindo assim, que as células se dividam continuamente e se tornem praticamente “imortais”.

p2

FONTE:

http://www.sobiologia.com.br/conteudos/Citologia2/nucleo11.php

 

Tipos de céula, trabalho de pesquisa outubro 21, 2014

Filed under: B- microscopia,BIOLOGIA,BIOLOGIA-10.º Ano,Webquest — alemdasaulas @ 14:03

http://www.anossaescola.com/cr/webquest_id.asp?questID=2063#intro

 

Cmap- Síntese protéica outubro 16, 2014

Filed under: BIOGEO-11.º Ano,BIOLOGIA,Cmap — alemdasaulas @ 23:00
Tags:

CMAP_M_SINTESE PROTEICA

 

Protegido: Teias de laboratório

Este conteúdo está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:

 

Citoesqueleto outubro 15, 2014

Filed under: Uncategorized — alemdasaulas @ 10:34
Tags:

O Citoesqueleto das células eucariontes é composto de complexos proteicos fibrilares, formados pela polimerização de proteínas globulares. Sua principal função é coordenar a distribuição de organelas na célula e orientar sua  forma geral.

Ele é responsável pelas alterações de forma e da distribuição de organelas desencadeadas por interações entre a célula e seu meio e entre células diferentes. É também responsável pela sustentação e resistência da célula.

O Citoesqueleto é composto por Microfilamentos, Filamentos Espessos, Filamentos Intermediários e Microtúbulos. Esses componentes se associam entre si, formando uma complexa rede citoplasmática.

Através de  proteínas associadas, eles se ligam à membrana plasmática e às membranas de outras organelas.

É uma estrutura dinâmica, que se altera através de variações entre taxas de polimerização e despolimerização.

Afilamentos MICROTUB

 

Aplicação médica:

  1. a) A Colchicina é um alcaloide que se liga aos dímeros da tubulina e impede a polimerização dos microtúbulos mais sensíveis como os do fuso mitótico. Ela é utilizada para se estudar células em mitose e organização de cariótipos para identificar alterações numéricas ou estruturais dos cromossomos.
  2. b) O Taxol é um alcaloide utilizado no tratamento de tumores, pois também impede a mitose. Ele acelera a polimerização e estabiliza os microtúbulos, impedindo a despolimerização.
  3. c) Outras drogas utilizadas no tratamento de tumores  também interferem com a dinâmica de microtúbulos, exemplos são a Vincristina e a vimblastina.
Metáfase com os cromossomos em azul e o fuso mitótico em vermelho.

 

 

 

Fonte: http://www.teliga.net/2013/06/o-citoesqueleto.html

 

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 41 outros seguidores